Joaquim Fortes, Crisólita Rodrigues e o paralímpico Jailson Moreira foram hoje, os grandes vencedores da VII Edição da Corrida da Liberdade, que assinala o 13 de Janeiro, Dia da Liberdade e da Democracia, na Cidade da Praia.


A Corrida da Liberdade, que iniciou no Largo da Praça Alexandre de Albuquerque no Platô, percorreu uma distância de 15 quilómetros, fazendo trajetória Platô, cruzamento Fazenda, Marisol, Prainha, Plamarejo, Cidadela, Escola de Hotelaria, Rotunda Braz de Andrade, Rotunda Terra Branca, Achada Santo António e Estádio da Várzea.

O vencedor da prova de atletismo na categoria masculina, Joaquim Fortes da ilha da Brava, foi quem sempre dominou a prova desde a primeira hora, razão porque manifestou-se realizado após cortar a meta de chegada.

“Desde a primeira hora estava designado para isso. Esta vitória é fruto de muito esforço e de muito treino e participação nas corridas a nível do país”, disse.

Na categoria feminina, o primeiro lugar foi para Crisólita Rodrigues de São Vicente, uma veterana deste tipo de atletismo e com várias vitórias.

Por mais esta vitória, a atleta Crisólita Rodrigues agradece a todos os que o apoiaram, em São Vicente, para estar presente nesta corrida.

Com o mesmo percurso, na categoria de paralímpico, venceu a trajectória Jailson Moreira que tem sido uma presença constante nas Corridas de Liberdade.

Já na segunda posição ficou o atleta do Sal, Cândido Costa, sendo que no terceiro lugar ficou o atleta Ilídio Freire de São Lourenço dos Órgãos.

No total houve mais de 5.000 inscritos na competição que consistia em duas provas, uma marcha de 4 e uma corrida de 15 quilómetros. Entre os atletas, várias caras do panorama político e social.
Fonte: inforpress