Basquetebol


A direcção da Federação Cabo-verdiana de Basquetebol (FCBB) solicitou à FIBA África o “wild-card” (convite) para a selecção nacional sénior masculina participar no Afrobasket’2017 que se realiza de 16 a 30 de Agosto no Congo Brazzaville.


A selecção cabo-verdiana de basquetebol iniciou a segunda fase de qualificação do Afrobasket’2017, a decorrer até domingo, 26, em Dakar (Senegal), com uma vitória de 64-58 sobre o Mali, em jogo referente à primeira jornada do Grupo A.


Os novos órgãos sociais da Federação Cabo-verdiana de Basquetebol (FCB), liderados pelo antigo basquetebolista internacional cabo-verdiano Mário “Marito” Correia,   eleitos a 25 do corrente, tomam posse segunda-feira, 03 Abril, no pavilhão desportivo Vává Duarte, soube a Inforpress.


A selecção cabo-verdiana de basquetebol, sénior masculina, enfrenta esta tarde em Dakar (Senegal), a sua congénere do Mali em jogo inaugural da segunda fase do torneio de qualificação da Zona II para o Afrobasket’2017.


O novo presidente da Federação Cabo-verdiana de Basquetebol, Mário Correia, esteve esta quinta-feira de visita ao Comité Olímpico Cabo-verdiano para inteirar dos projetos e da cooperação entre as duas instituições.


A equipa do Coviran Granada, da Espanha, chamou o internacional cabo-verdiano Joel Almeida para o seu próximo jogo a ser disputado este fim-de-semana, pelo que o atleta foi obrigado a deixar a selecção nacional desfalcada em Dakar, Senegal.


A selecção cabo-verdiana de basquetebol sénior masculina falhou a qualificação para o Afrobasket’2017, ao perder hoje com a Guiné-Conacri, em Dakar, Senegal, por 67-60, em jogo da terceira jornada da Zona II de qualificação.


Está confirmada a não participação do jogador que não poderá dar o seu contributo nesta fase de qualificação.

Foto: Marcos Fonseca (Xuster)


O antigo internacional Mário Correia (Marito)foi eleito novo presidente da Federação cabo-verdiana de basquetebol. Noticiou hoje a greensport.


O jovem internacional cabo-verdiano e um dos jogadores em destaque nas últimas duas edições da fase final do Afrobasket 2013 e 2015, ainda não obteve luz verde da sua equipa, o Cholet Basket, para se juntar à seleção comandada por Mané Trovoada e a comissão de preparação da participação de Cabo Verde na fase de qualificação para o Afrobasket tenta ainda convencer os responsáveis do referido clube a liberar Ivan Almeida a tempo do jogo de sexta-feira, diante do Mali.