O presidente da Federação Cabo-verdiana de Basquetebol, Kitana Cabral, pondera se recandidatar à sua própria sucessão, para mais um mandato, pelo que não descarta apresentar a sua lista na assembleia electiva agendada para 14 de Maio.


Kitana Cabral revelou à Inforpress que a sua candidatura está condicionada, pois só entra numa nova corrida para dirigir a instituição que rege o basquetebol em Cabo Verde "se houver garantias” de dinheiro.

Reclama que nos últimos anos a federação tem vindo a perder terreno na obtenção de verbas provenientes da assinatura do contrato-programa com o Governo, através da Direcção-geral dos Desportos, não obstante a projecção que o basquetebol tem estado a dar a Cabo Verde na alta competição.

Disse não entender o porquê de a federação que dirige, antes apenas suplantado pela congénere de futebol, passar a ser ultrapassado também pela Federação Cabo-verdiana de Voleibol em verbas disponibilizadas pelo Governo.

Kitana Cabral disse ter também os seus trunfos para voltar a candidatar-se, sobretudo junto de algumas organizações internacionais, que lhe permite assegurar a presença de alguns internacionais que militam no profissionalismo.

A eleição para a nova equipa federativa vem arrastando desde o ano transacto, mas Kitana Cabral disse que a mesa da assembleia-geral tem estado a trabalhar na convocação de um novo escrutínio, mas que até a presente data não tem conhecimento oficial de qualquer interesse.
Fonte: Inforpress