Descobrir talentos para o basquetebol cabo-verdiano é o objectivo que trouxe o técnico Emanuel Trovoada à ilha de Santo Antão, onde, durante três dias, trabalhou com os praticantes da modalidade na Ribeira Grande.


“Queremos descobrir talentos que possam dar o seu contributo para a modalidade, tanto nos seus clubes e na sua ilha como também a Cabo Verde”,disse Emanuel Trovoada à Inforpress, reconhecendo que “Santo Antão tem muitos talentos e bons atletas no basquetebol”.
Aquele técnico recomendou uma melhor aposta na organização para que os jovens possam competir e, quando “há clubes e há atletas… o que é que falta?” ,questionou Trovoada, constatando que “falta uma associação que seja capaz de criar uma dinâmica durante o ano para que esses jovens não fiquem prejudicados”.
“Realizamos um jogo na terça-feira e pude constatar a qualidade que esses jovens têm e não ficam nada a dever aos atletas das outras ilhas”, disse Emanuel Trovoada, acrescentando que falta apenas organização para que essa qualidade se evidencie e “é essa dinâmica que é preciso criar em Santo Antão”.
Fonte: Inforpress