A Federação Cabo-verdiana de Basquetebol (FCBB) errou ao afirmar que o próximo Afrobasket será em 2019.


O erro aconteceu no documento de Plano de reestruturação e Construção das Selecções Nacionais enviado à Direcção Geral dos Desportos (DGD), e que segundo uma fonte, nunca foi partilhada com as Associações Regionais.

"...e preparar a participação da equipa nacional para o Afrobasquete 2019", escreveu a direção, que tomou posse desde Maio 2016.

É que a FIBA anunciou durante o Afrobasket 2015, em que Cabo Verde participou, a alteração no seu calendário de competições internacionais, passando os torneios continentais, caso do Afrobasket, e o mundial de basquetebol a serem realizados num intervalo de quatro anos.

Sendo assim o próximo Afrobasket só será em 2021.

Um erro grave, que certamente põe em causa a decisão da direção liderada por André Delgado, que alegou dificuldades financeiras como base da seleção nacional de basquetebol não participar na fase de qualificação para o Afrobasket2017, decisão essa contestada pelos jogadores selecionáveis e muitos atentos à modalidade.