O seleccionador de basquetebol sénior masculina, Emanuel “Mané” Trovoada, apela a união dos cabo-verdianos à volta da equipa nacional nas eliminatórias para o Afrobasket’2017 e afirma acreditar neste projecto não obstante reduzido tempo de trabalho.


De regresso à selecção nacional, Mané que desde segunda-feira trabalha a selecção no estágio de Dakar Senegal para o duplo compromisso, torneio de eliminatória em Mali e Senegal, disse ter regressado a equipa cabo-verdiana com uma “emoção muito grande” por Cabo Verde, porquanto o país estava a atravessar dificuldades em termos de basquetebol.
Disse ter entrado neste compromisso em menos de 48 horas após o convite formulado, tendo agradecido o esforço do seu clube em Angola, Libolo, na sua dispensa, ao mesmo tempo que exorta a todos os cabo-verdianos pelo “Djunta mó”, com o argumento que “Cabo Verde esta acima de tudo”.
“Vim por Cabo Verde, pelo país que eu gosto, pelos atletas, dirigentes. É uma emoção muito grande”, explica Mané, convicto que vai ser uma eliminatória muito difícil, marcado pelo escasso tempo para preparar o jogo, mas que “não podia virar as costas a cabo Verde num momento tão difícil para o basquetebol”.
Mané, o grande obreiro da conquista da medalha de Bronze pela selecção nacional de Cabo Verde no Afrobasket’2007, em Angola, foi claro em afirmar que aceitou o desafio numa altura na qual o seu nome esta relançado para possivelmente integrar a equipa técnica da selecção de Angola no Afrobasket, mas que tinha de dar o seu contributo.
“O tempo é escasso, ninguém é mágico. Não é em dois ou três dias que vamos fazer milagres”, alerta Mané, que não obstante ter afirmado ter havido uma grande movimentação tanto no Senegal como no Mali à volta destes jogos, acredita que Cabo Verde está dotado de um conjunto de jovens com ansiedade e querer para atingir o objectivo de estar presente no próximo Afrobasket.
O apuramento realiza-se de  17 a 19 de Março em Bamako (Mali) e de 24 a 26 do corrente em Dakar (Senegal) competição que ainda irá contar com o concurso das equipas nacionais da Guiné Conacri.
A fase final do Afrobasket está marcada para Agosto próximo, em Congo Brazaville.
Fonte: Inforpress