O jovem internacional cabo-verdiano e um dos jogadores em destaque nas últimas duas edições da fase final do Afrobasket 2013 e 2015, ainda não obteve luz verde da sua equipa, o Cholet Basket, para se juntar à seleção comandada por Mané Trovoada e a comissão de preparação da participação de Cabo Verde na fase de qualificação para o Afrobasket tenta ainda convencer os responsáveis do referido clube a liberar Ivan Almeida a tempo do jogo de sexta-feira, diante do Mali.


“Está complicado”, diz a vice-presidente da referida comissão ad hoc de gestão da Federação Cabo-verdiana de Basquetebol, Vanessa Silva.
Havia a expetativa de que esta situação fosse resolvida esta terça-feira, entretanto as negociações se arrastaram para o dia de hoje, havendo ainda a esperança dos responsáveis da parte cabo-verdiana de que Ivan possa se juntar ao resto da seleção que neste momento, face ao regresso de Joel Almeida a Espanha, conta com apenas 11 atletas para atacar a qualificação.
É provável que uma decisão final seja conhecida hoje, pondo fim a este suspense sobre a participação ou não de Ivan no que resta da competição.
Da frança, Ivan confessa a sua angústia à nossa reportagem que “dói muito estar de fora” quando o desejo era de “estar lá com os meus companheiros da seleção. Falo com eles sempre e tento transmitir-lhes força mesmo de longe”, sublinha o jogador de 25 anos que joga profissionalmente na primeira liga francesa.
Mais informações obtidas hoje junto à comissão que gere este processo, de que a dispensa de Joel Almeida da seleção se deve a uma ordem do clube para o qual se transferiu recentemente, o Coviran Granada da Liga Plata que neste final de semana joga uma cartada importante para tentar a ascensão à liga principal espanhola e que não quer prescindir do internacional cabo-verdiano para o que resta da competição em que está inserida, a faltar aproximadamente seis jornadas para o final.
Ao que parece, a comissão ad hoc havia sido informada pelo clube espanhol da possibilidade deste jogar apenas a primeira fase do torneio de qualificação no Mali, já que poderia recorrer dos seus préstimos. Infelizmente, o Coviran vê-se pressionado a vencer o próximo jogo já que no final de semana passado perder uma partida importante.
Outras importantes ausências da seleção nesse torneio de qualificação da Zona II são Jeff Xavier do Dragon Force/FC. Porto e do poste gigante Edy Walter que joga nos Raptors Raptors 905 da NBA D League e que vai disputar os play-offs da competição nas próximas semanas.
Cabo Verde, recorda-se, joga já no dia 24 contra o Mali, a primeira partida desta fase do torneio em Dakar, Senegal.
Fonte: DGD