A equipa do Coviran Granada, da Espanha, chamou o internacional cabo-verdiano Joel Almeida para o seu próximo jogo a ser disputado este fim-de-semana, pelo que o atleta foi obrigado a deixar a selecção nacional desfalcada em Dakar, Senegal.


Trata-se de uma baixa já considerada de vulto para a equipa de Cabo Verde, que inicia esta sexta-feira, a segunda fase do torneio da Zona II do Conselho Superior dos Desportos em África, de qualificação para o Afrobasket’2017.
É que o atleta do Corivan Granada vinha sendo um dos jogadores fundamentais e mais utilizados da selecção de Cabo Verde durante a primeira fase do torneio, realizada de 17 a 19 do corrente no Mali, tendo inclusive sido o melhor marcador diante do Senegal com 21 pontos,nove ressaltos e duas assistências.
O poste de 31 anos, 1,94 metros, apontou só da sua conta pessoal 44 pontos, o que equivale a 24,4 porcento dos 180 pontos que Cabo Verde realizou na primeira fase no Mali, dos quais 21 na derrota (64-78 frente ao Senegal), oito no fracasso diante do Mali (54-61) e 15 na vitória de Cabo Verde ante a Guiné Conacri (62-56).
Joel Almeida já se encontra de volta a Espanha para ajudar o Corivan Granada num jogo decisivo, com vista a sua subida a primeira divisão da Liga Espanhola.
Ao que apurou a Inforpress a direcção do Corvin Granada decidiu chamar o internacional cabo-verdiano após a derrota na semana passada, já que a equipa espanhola precisa de vencer o próximo embate.
Com esta contrariedade para Cabo Verde, o seleccionador Emanuel “Mané” Trovoada fica apenas com 11 jogadores disponíveis para atacar a segunda fase da prova de qualificação para o Afrobasket´2017.
Cabo Verde inicia esta sexta-feira a sua participação na segunda fase frente ao Mali, para no sábado medir forças com o Senegal, sendo certo que termina a sua participação domingo diante da Guiné Conacri.
Fonte: Inforpress