A Tunísia apresentou a sua candidatura para organizar o Campeonato Africano das Nações de Basquetebol (AfroBasket 2017) após a desistência de Angola, que espera realizar eleições gerais em agosto próximo, a alguns meses da competição.


O presidente da Federação Tunisina de Basquetebol, Ali Benzarti, afirmou terça-feira que o país organizador será conhecido, quinta-feira, após a recepção pela Confederação Africana de Basquetebol da carta oficial de Angola que anuncia a sua desistência.
Três países tinham apresentado as suas candidaturas com propostas financeiras e organizacionais ligadas ao evento.
Trata-se da Tunísia, do Egipto e de Angola, antes de a instância africana desta disciplina designar este último para acolher a competição, lembre-se.
“A Tunísia tem logicamente prioridade para acolher o AfroBasket de 2017”, afirmou Benzarti, indicando que a Federação Tunisina de Basquetebol não aceitará atrasos para a realização do campeonato e que o adiamento deste evento provocará a não participação da Tunísia. (PANA)
Fonte: angolapress