Uma comitiva da Federação Cabo-verdiana de Basquetebol integrada pelo treinador nacional, Emanuel Trovoada, capitão da selecção e mais dois representantes federativos, realizam uma visita exploratória a ilha para inteiraram-se das condições existentes e da possibilidade de reactivar a modalidade.

Em conversa com a Inforpress, Emanuel Trovoada explicou que a vinda da comitiva à ilha visa, por um lado, conhecer as condições das infra-estruturas desportivas existentes, e, por outro, incentivar a edilidade e os amantes da modalidade, no sentido de reactivarem a associação de basquete, por forma a dinamizar a modalidade.

Segundo o treinador, a ilha tem um dos expoentes máximos do basquete em Cabo Verde, referindo-se ao atleta Edy Tavares, pelo que se impõe conhecer “in loco” as dificuldades, mas, acima de tudo, as potencialidades existentes, de modo a dinamizar a modalidade na ilha.

“Tivemos um encontro de reflexão com todos os agentes desportivos e pessoas que estão interessadas em desenvolver a modalidade e também debatemos a necessidade de desvincular a associação de basquetebol da de andebol e durante o encontro demonstraram a disponibilidade total em leva isso avante”, frisou.

Durante a sua estada na ilha, Emanuel Trovoada disse que foram ministradas duas acções de formação destinadas as escolas de iniciação, pelo que considerou a visita “bastante proveitosa”, prometendo brevemente voltar para acompanhar este envolvimento.

“Deixamos um repto à Câmara Municipal e aos participantes, no sentido de, num futuro, realizarmos uma prova nacional com a vinda de duas equipas, tanto da Praia ou São Vicente, para fazerem um jogo amigável, para despertar mais atenção as crianças e jovens da ilha”, indicou.

A construção de um pavilhão, segundo o técnico, poderá proporcionar a vinda da selecção nacional para fazer estágios e também de muitas equipas nacionais, e, sublinhou, “porque não o Edy fazer uma proposta ao Real Madrid para virem cá estagiar, porque nesta altura há muito frio na Europa e toda a gente está à procura de boas condições para virem estagiar”.
inforpress