O basquetebolista internacional cabo-verdiano Edy Walter Tavares, que milita na equipa do Real Madrid (Espanha), e que se encontra de férias na ilha do Maio, almeja criar a sua escola na ilha.


Em conversa com a Inforpress, o “gigante” Edy Tavares disse que, mais uma vez, foi “muito bem recebido” no seu torrão natal, facto que lhe deixa orgulhoso, mas também, lhe imputa mais responsabilidade para continuar a representar o país e a sua ilha, em particular.
“Sinto-me muito orgulhoso pela forma como os maienses sempre me têm acarinhado e recebido. Sinto que estão comigo sempre nos bons e maus momentos e isto é como um aviso de que devo fazer ainda muito mais para continuar a orgulhar o meu povo”, declarou.
Conforme Edy Tavares, o seu desejo é contribuir para que a ilha venha a ter um basquetebol de melhor nível, e, para tal, avançou que no próximo Verão vai-se dedicar, com afinco e determinação, ao seu projecto de ajudar a ilha ter melhores meios para a prática da modalidade.
“Hoje ou amanhã vou ter que criar uma escola de basquetebol ou uma fundação aqui na ilha, trazer muitos apoios para a modalidade, ou ajudar na requalificação do pavilhão desportivo, porque, nunca se sabe, pode ser que um dia venha sair aqui atletas que vão jogar na NBA ou na liga espanhola”, frisou.
Edy Tavares disse ainda ter ficado “contente” com a nova de que a ilha já possui uma associação de basquetebol, pelo que pretende ajudar esta organização trazendo materiais e treinadores do exterior para formar aqueles que pretendem ser treinadores desta modalidade no Maio.
O internacional cabo-verdiano defende a construção de um pavilhão desportivo na ilha do Maio para que os jovens possam ter melhores condições da pratica não só do basquetebol mas também de outras modalidades e diz sentir-se no dever de dar o seu contributo.
Durante a semana de férias, Edy Walter disse que vai aproveitar para “recarregar as baterias” e voltar mais forte para iniciar a época que espera ser ainda melhor do que esta, a nível pessoal, visto que teve algumas lesões durante a época passada.
“O objectivo é voltar ao NBA, mas enquanto isso não acontecer vou continuar no Real Madrid a dar o meu máximo para conseguirmos mais troféus”, concluiu.
Inforpress