A basquetebolista cabo-verdiana, Joseana Vaz, foi a segunda melhor marcadora da Afrobasket’2018, competição que terminou este domingo em Maputo (Moçambique) com um total de 121 pontos, uma média de 20,2 por jogo.


Nos ressaltos, Joseana Vaz ficou no terceiro posto com uma média 12,4 e,  em assistência, quedou-se no  14º lugar com uma média de 1,2 por jogo.
A nível do ranking das jogadoras, Joseane Vaz ficou na segunda posição com 54,9 pontos, mais do que   maliana Assetou Sissomo (52,9), que superou   cabo-verdiana na lista,  por ter  conseguido melhores médias  na   pontuação, ( 132  pontos,  22 por jogo), rebotes (6,8)  assistências (2,7).
E para além disso, a cabo-verdiana foi, juntamente ruandesa Bella Murekatete, a basquetebolista a fazer mais pontos numa partida, feito conseguido na vitória de Cabo Verde sobre a RD Congo  por  61-56,   tendo  marcado 34 pontos.
Mesmo assim, Joseana Vaz não entrou na lista das cinco melhores  (All-Star Five) que  ficou constituída por  Assetou Sissoko, considerada a MVP do torneio,  Aminata Sangare (Mali),  Alexia Dizeko (Angola),  Filipa Calisto (Moçambique) e Belle Murekatete (Rwanda).
Nesta competição, que decorreu em Maputo, Moçambique, Cabo Verde ficou em sexto lugar, conseguindo uma vitória e cinco derrotas.
O Afrobasket’2018 foi vencida pelo Mali que derrotou na final a formação anfitriã, o Moçambique, por  86 -33. Angola conquistou o último lugar no pódio, depois de derrotar Ruanda, por 59 a 46.
Mali e Moçambique conquistaram o direito de representar a África na Copa do Mundo de Basquete Feminino Sub-19 do FIBA no próximo ano.
Classificação final do Afrobasket’2018
1.Mali
2.Mozambique
3.Angola
4. Rwanda
5. Egipto
6. Cabo Verde
7. RD Congo
8. Uganda
Inforpress