A seleção feminina cabo-verdiana de basquetebol feminino alcançou uma histórica passagem às quartas-de-final na sua primeira participação na maior competição continental de basquetebol 3x3, tendo, entretanto, sido eliminada pela República democrática do Congo que venceu a partida de acesso às meias-finais por 21 x 7. As comandadas de Tó Tavares terminaram a prova em 8º lugar.


Constituída pelas jogadoras Alzira Martins, Denise da Fonseca, Nataly Duarte Semedo e Juvelina Bento, o grupo comandado por Tó Tavares logrou importante vitória logo na jornada inaugural, este sábado, diante do Gana (9º no ranking africano), uma seleção mais cotada inicialmente do que a seleção cabo-verdiana (11º). 13 x 17 foi o placar favorável às cabo-verdianas.
Na segunda partida, Cabo Verde defrontou o nº1, o Uganda que justificou a sua posição no ranking, ao bater a seleção das Ilhas, que acusou o cansaço físico, por 21 x 5. Porém, a passagem às quartas-de-final já estava garantida, com Cabo Verde a defrontar a seleção da República Democrática do Congo (13º) que surpreendeu na competição ao chegar à final da competição. Vitória da RDC por 21 x 7 diante das bravas guerreiras crioulas que saíram da competição de cabeça erguida.
A final que colocou frente-a-frente a RDC e o Mali, teria como vencedora a seleção maliana pelo score de 19 x 13.
Quanto à seleção masculina cabo-verdiana (15º), recorda-se, esta quedou-se pela faz e de grupos, na poule C, ao perder com o Uganda (3º) por 14 x 13 e depois com a Nigéria (6º) por 17 x 16. A final masculina seria disputada pelo Uganda - a provar a boa prestação de Cabo Verde que enfrentou um grupo muito difícil – e a Côte D´Ivoire (2º), com a seleção marfinense a sagrar-se campeã após vitória por 14 x 6. A Nigéria, a outra adversária dos comandados de Mané Trovoada, quedaram-se no 3º lugar.
DGD