Basquetebol


A Federação Cabo-verdiana de Basquetebol deverá realizar em 2019 uma liga de mini-basquetebol, sub 12. A competição conta com o patrocínio do basquetebolista internacional cabo-verdiano, Edy Tavares, que actualmente joga no Real Madrid. Informação avançada à RCV por Marco Moreira, da Federação.


 O basquetebolista internacional cabo-verdiano Fidel Mendonça,  galardoado na Gala do Desporto Cabo-verdiano’2018 como o melhor atleta masculino residente do ano, vai ser apresentado esta sexta-feira como novo reforço da Associação Desportiva, Recreativa e Cultural Prédio.


A caravana da selecção cabo-verdiana de basquetebol 3×3, masculina e feminina, deixa hoje o país com destino a Togo, onde vai participar na fase final do “África Cup”, prova a ser disputada de 09 a 11 deste mês.


A Federação Cabo-verdiana de Basquetebol encerrou esta tarde o curso de treinadores nacionais de nível II e de árbitros, que vinha decorrendo durante uma semana, com o sentimento de um futuro promissor para a modalidade.


   
O campeonato Inter-Liceus de Santiago arranca no sábado, 03, em todos os estabelecimento do Ensino Secundário da Cidade da Praia, numa iniciativa da Federação Cabo-verdiana de Basquetebol, envolvendo atletas masculinos e femininos em sub-16.


A Federação Cabo-verdiana de Basquetebol deu início hoje a uma acção de formação de nível II para treinadores, que decorre no pavilhão desportivo Vává Duarte até 14 do corrente, sendo ministrada por quatro técnicos da Federação Portuguesa de Basquetebol.



As selecções cabo-verdianas de basquetebol 3×3 (masculina e feminina) deslocam-se a 07 de Novembro a Lomé (Togo), para participar na fase final do “Africa Cup”, que se realiza de 09 a 11 do próximo mês.


O seleccionador e coordenador nacional da Federação Cabo-verdiana de Basquetebol (FCB), Emanuel Trovoada, considerou hoje, em São Vicente, que o basquetebol 3×3 pode ajudar a recuperar o basquetebol feminino no arquipélago, um dos objectivos da FCB.


A basquetebolista cabo-verdiana, Joseana Vaz, foi a segunda melhor marcadora da Afrobasket’2018, competição que terminou este domingo em Maputo (Moçambique) com um total de 121 pontos, uma média de 20,2 por jogo.


A seleção feminina cabo-verdiana de basquetebol feminino alcançou uma histórica passagem às quartas-de-final na sua primeira participação na maior competição continental de basquetebol 3x3, tendo, entretanto, sido eliminada pela República democrática do Congo que venceu a partida de acesso às meias-finais por 21 x 7. As comandadas de Tó Tavares terminaram a prova em 8º lugar.


As selecções cabo-verdianas de basquetebol 3×3 (masculina e feminina) já estão qualificadas para o Campeonato Africano de Basquetebol da FIBA, que se realiza em Novembro próximo em Accra, Gana.