Basquetebol


A Direcção-Geral dos Desportos (DGD) quer viabilizar a participação da selecção de Cabo Verde de basquetebol sénior masculina no Afrobasket’2017, cuja competição arranca na fase de apuramento, em Março.


Os internacionais cabo-verdianos Rodrigo Mascarenhas, Marito Correia e Gi Cabral lideram o projecto “Comissão de Emergência”, constituído para colmatar o vazio deixado com a demissão dos dirigentes da Federação Cabo-verdiana de Basquetebol e inscrever Cabo Verde no Afrobasket’2017.


Presente na conferencia de imprensa promovida pela Federação de Basquetebol, o internacional Fidel Mendonça não gostou do que viu e ouviu e, não obstante as explicações da Federação liderada por André Delgado, falou "em nome de todos os jogadores" com passagem pela seleção ao afirmar que estes não estarão disponíveis para trabalhar com a atual gestão que considera de "arrogante" e de não respeitar os jogadores.



Os jogadores habituais selecionaveis da seleção cabo-verdiana mantém esperanças numa participação da seleção de Cabo Verde no Afrobasket 2017.


O cabo-verdiano Víctor Andrade Toyo irá jogar na equipa de formação do Obras Basket, que disputa a Liga de Desenvolvimento da Argentina.


A Associação Desportiva do Bairro Craveiro Lopes (ADESBA) disse não ter sido notificada, pela FIBA, da multa de 30 mil dólares aplicada à sua equipa de basquetebol, conforme revelada pela Federação Cabo-verdiana da modalidade.


O Tribunal da Praia e a Polícia Nacional estiveram na manhã de hoje na sede da Federação Cabo-verdiana de Basquetebol para “arrombar as portas no sentido de penhorar alguns bens da federação para saldar dívidas relacionadas com uma agência de viagens”.

Foto: Marcos Fonseca (Xuster)

O internacional cabo-verdiano Mário Correia (Marito) reagiu á Conferência de imprensa de sexta-feira convocada Federação Cabo-verdiana de Basquetebol (FCBB) para explicar as razões da não participação da seleção nacional de Basquetebol no Afrobasket2017.


No âmbito da polêmica não inscrição de Cabo Verde para o apuramento do Afrobasket 2017, a Direção da Federação cabo-verdiana (FCBB) de Basquetebol e a Direção técnica acabaram de colocar os seus cargos á disposição.


A Federação Internacional de Basquetebol (FIBA) aplicou à equipa do Bairro, campeã de Cabo Verde, uma multa de 30 mil dólares (cerca de 3 mil contos) por se ter inscrito na 31ª edição da Liga dos Clubes Campeões Africanos e não participado.