Basquetebol


A selecção de Cabo Verde de basquetebol inicia domingo em Dakar, Senegal, o estágio de preparação para os jogos de apuramento no Mali e Senegal, sob os auspícios do regressado seleccionador Emanuel “Mané” Trovoada, com olhos no Afrobasket’2017.


Emanuel Trovoada, “Mané”, vai ser o novo seleccionador nacional de basquetebol e terá como primeira “prova de fogo” orientar a equipa nacional nos jogos de apuramento para o Afrobasket’2017, que se realiza no Mali e Senegal.


A Federação Cabo-verdiana de Basquetebol (FCB) considera que o Governo “ultrapassou todos os limites de coerência”, ao contactar a FIBA África para anular a sua decisão sobre a não participação nas eliminatórias da Afrobasket 2017.


A GreenSports e a RAKN CV assinaram na manhã desta quarta-feira 8 de Março, um acordo de parceria que visa a promoção do Torneio Intermunicipal de Street Basket.


A FIBA-África aceitou o pedido de Cabo Verde para participar nas eliminatórias de qualificação para o Afrobasket2017, uma solicitação que foi um recuo na decisão da federação de não inscrever a seleção por falta de dinheiro.


Augusto Veiga, conhecido por Gugas, foi o nome indicado para comandar a comissão que vai levar Cabo Verde para os dois torneio de qualificação para o Afrobasket 2017. Noticiou a Green Sports.



O Governo intercedeu, terça-feira, junto da direcção da FIBA África para avaliar a possibilidade de integrar a selecção nacional de basquetebol de Sénior Masculina nas eliminatórias de Zona II para Afrobasket 2017.



Sem federação e sem uma comissão, a seleção cabo-verdiana de basquetebol já não vai participar nas eliminatórias de apuramento para o Afrobasket 2017.


A Direcção-Geral dos Desportos (DGD) quer viabilizar a participação da selecção de Cabo Verde de basquetebol sénior masculina no Afrobasket’2017, cuja competição arranca na fase de apuramento, em Março.


Em entrevista ao jornalista Moisés Évora, esta manhã, o diretor geral do desporto, Anildo Santos, quebou o silencio e esclareceu sobre a acusação da direção da Federação Cabo-verdiana de Basquetebol (FCBB)demissionária, e defendeu que a DGD em nenhum momento pretendeu imiscuir-se nos assuntos da Federação e tudo o que fez foi mediar esta situação, por forma a defender os interesses nacionais desportivos, neste caso, a participação da seleção nacional na referida competição, respondendo ao apelo das associações de basquetebol regional.


Os internacionais cabo-verdianos Rodrigo Mascarenhas, Marito Correia e Gi Cabral lideram o projecto “Comissão de Emergência”, constituído para colmatar o vazio deixado com a demissão dos dirigentes da Federação Cabo-verdiana de Basquetebol e inscrever Cabo Verde no Afrobasket’2017.