Basquetebol



Sem federação e sem uma comissão, a seleção cabo-verdiana de basquetebol já não vai participar nas eliminatórias de apuramento para o Afrobasket 2017.


Em entrevista ao jornalista Moisés Évora, esta manhã, o diretor geral do desporto, Anildo Santos, quebou o silencio e esclareceu sobre a acusação da direção da Federação Cabo-verdiana de Basquetebol (FCBB)demissionária, e defendeu que a DGD em nenhum momento pretendeu imiscuir-se nos assuntos da Federação e tudo o que fez foi mediar esta situação, por forma a defender os interesses nacionais desportivos, neste caso, a participação da seleção nacional na referida competição, respondendo ao apelo das associações de basquetebol regional.


Os internacionais cabo-verdianos Rodrigo Mascarenhas, Marito Correia e Gi Cabral lideram o projecto “Comissão de Emergência”, constituído para colmatar o vazio deixado com a demissão dos dirigentes da Federação Cabo-verdiana de Basquetebol e inscrever Cabo Verde no Afrobasket’2017.


A Federação Cabo-verdiana de Basquetebol (FCB) considera que o Governo “ultrapassou todos os limites de coerência”, ao contactar a FIBA África para anular a sua decisão sobre a não participação nas eliminatórias da Afrobasket 2017.



Os jogadores habituais selecionaveis da seleção cabo-verdiana mantém esperanças numa participação da seleção de Cabo Verde no Afrobasket 2017.


A FIBA-África aceitou o pedido de Cabo Verde para participar nas eliminatórias de qualificação para o Afrobasket2017, uma solicitação que foi um recuo na decisão da federação de não inscrever a seleção por falta de dinheiro.


A Associação Desportiva do Bairro Craveiro Lopes (ADESBA) disse não ter sido notificada, pela FIBA, da multa de 30 mil dólares aplicada à sua equipa de basquetebol, conforme revelada pela Federação Cabo-verdiana da modalidade.



O Governo intercedeu, terça-feira, junto da direcção da FIBA África para avaliar a possibilidade de integrar a selecção nacional de basquetebol de Sénior Masculina nas eliminatórias de Zona II para Afrobasket 2017.


O Tribunal da Praia e a Polícia Nacional estiveram na manhã de hoje na sede da Federação Cabo-verdiana de Basquetebol para “arrombar as portas no sentido de penhorar alguns bens da federação para saldar dívidas relacionadas com uma agência de viagens”.


A Direcção-Geral dos Desportos (DGD) quer viabilizar a participação da selecção de Cabo Verde de basquetebol sénior masculina no Afrobasket’2017, cuja competição arranca na fase de apuramento, em Março.


No âmbito da polêmica não inscrição de Cabo Verde para o apuramento do Afrobasket 2017, a Direção da Federação cabo-verdiana (FCBB) de Basquetebol e a Direção técnica acabaram de colocar os seus cargos á disposição.