O pugilista cabo-verdiano Davilson Morais vai estagiar-se durante dois meses em Cuba, na companhia do seleccionador nacional, Lázaro Contrera, para uma melhor preparação para a sua participação nos Jogos Olímpicos Rio’2016.


Davilson Morais mostra-se motivado pela forma como o Governo vai apoiar todos os atletas e promete aplicar-se com dedicação e fair-play para estar ao mais alto nível nesta montra do desporto a nível mundial.
O presidente da Federação Cabo-verdiana de Boxe, Flávio Furtado, indicou, por seu turno, que o Governo já criou todas as condições para que o atleta passe por dois meses de preparação intensivo no Centro de Alto Rendimento deste país da América Central, e com grande experiência na prática do boxe.
Flávio Furtado avançou que o atleta terá condições de preparação para poder estar à altura de enfrentar qualquer adversário a nível mundial, sendo que o plano de estágio passa por participação de Davilson Morais em alguns torneios a nível do continente americano, inclusive no Brasil.
De acordo com o plano da FCB, Davilson Morais e seu treinador vão ficar no estágio em Cuba até a ida directa para o Brasil, porquanto, a federação de boxe quer “apostar forte” na sua preparação em virtude da dimensão dos Jogos Olímpicos que “exige muita preparação”.
Davilson Morais, 27 anos, originário da ilha de Santo Antão, actualmente a representar a região desportiva de São Vicente, pratica o boxe há cerca de seis anos e promete tudo fazer para representar ao mais alto nível a bandeira de Cabo Verde.
Fonte: Inforpress