Os pugilistas de São Vicente foram hoje os grandes vencedores do campeonato nacional de boxe, tornado assim bicampeões nesta modalidade desportiva que terminou hoje, no polidesportivo de Nhagar, em Santa Catarina (Ilha de Santiago).


O campeonato nacional de boxe de Cabo Verde, que decorreu durante três dias na cidade de Assomada, contou com a participação de pugilistas das regiões desportivas de São Vicente, Fogo, Boa Vista, Sal, Santiago Norte e Santiago Sul.
A ilha de São Vicente terminou o campeonato com 23 pontos, seguido de Santiago Sul com 20 pontos, Santiago Norte com sete pontos, ilha do Fogo com três pontos, Sal com dois pontos e Boa Vista com um ponto.
As medalhas de ouro foram para Sifanelo Borges (Santiago Sul), nos 91 kg, Emiliano Martins (Santiago Sul) na categoria de 81 kg, Adilson Lopes (São Vicente) nos 75 Kg e Carlos Silva (Santiago Sul), na categoria de 60 Kg.
Ainda, Evandro Tavares (Santiago Sul) foi o vencedor da categoria de 49Kg, David de Pina (Santiago Norte) na categoria de 52 Kg, Gerson Rocha (São Vicente) na de 56 Kg, Hermany Gomes (São Vicente), nos 64 Kg, e Arison do Rosário (São Vicente) na classe de 69 Kg.
A nível feminino as pugilistas de Santiago Sul foram as grandes vencedoras, nomeadamente, Mirta Cabral, na categoria de 54 Kg, Elsa Borges, nos  60 Kg e foi eleita a melhor atleta, e Rosângela Gomes venceu na modalidade de 57 Kg.
Para o presidente da Federação Cabo-verdiana de Boxe, Flávio Furtado, apesar de não ter sido fácil organizar esta prova, devido a dificuldades financeiras, conseguiram realizar uma “bom campeonato”.
"O balanço é positivo, porque estamos a aumentar o nosso nível, ano após anos, e a aumentar o número de praticantes a nível nacional. Estamos satisfeitos com esta realização, mas ficamos um pouco desiludidos com o público de Santa Catarina", declarou.
Fonte: Inforpress