Os restos mortais do antigo presidente da Federação Cabo-verdiana de Boxe, o coronel das Forças Armadas Patrício Sebastião Gomes, vão a enterrar esta no cemitério de São Filipe, na Cidade da Praia.


O corpo do tenente coronel Patrício Gomes encontra-se na câmara ardente do Quartel Militar Jaime Mota, no Plateau, de onde partirá para a cerimónia religiosa na Igreja Matriz Nossa Senhora da Graça, para logo de seguida partir o cortejo fúnebre.
Patrício Sebastião Gomes, 62 anos, que também foi comandante na II Região Militar, na ilha do Sal, faleceu na noite desta sexta-feira no Hospital Central Dr. Agostinho Neto, onde esteve internado na sequência de uma intervenção cirúrgica.
Antigo presidente da FCB, Patrício Gomes foi “boxeur” de eleição no panorama desportivo cabo-verdiano, antes de assumir também a direcção desta federação, tendo, entre outros aspectos, contribuído para a internacionalização do boxe, sobretudo nas competições africanas.
Durante a sua gestão, Cabo Verde granjeou medalhas nas provas de qualificação realizadas em diversas partes do continente e conseguiu abrir as portas dos pugilistas crioulos para os centros de alto rendimento, essencialmente no Norte da África.
Teve ainda um papel decisivo na proliferação das escolas de boxe na Cidade da Praia e nas principais cidades do País.
Patrício Gomes foi o sucessor de Marcelino Fortes na presidência da Federação Cabo-verdiana de Boxe, actualmente liderado por Flávio Furtado.
Inforpress