O ciclista de São Nicolau Vlady Fonseca, vencedor da Volta à ilha de Santiago, cuja prova foi disputada por três etapas, terminou na tarde de domingo, na Cidade da Praia, considera-se realizado com esta primeira vitória a nível nacional.


Promovida pela Federação Cabo-verdiana de Ciclismo, a prova foi disputada em três etapas, num percurso total de 297,9 quilómetros, com o atleta da equipa da Sucla, Vlady Fonseca, a superar toda a concorrência, no universo de 36 ciclistas, oficialmente apresentados pela organização.
Vlady Fonseca considera que o trabalho da sua equipa, a Sucla, foi importante para a vitória dos ciclistas de São Nicolau, numa prova dura e de muita competitividade.
A primeira etapa partiu da Cidade Velha, rumo à Serra Malagueta, com passagem pelo Tarrafal, mas o itinerário de 98,2, impunha ainda “trânsito” pela marginal da Gamboa (Praia), Aeroporto da Praia, Santa Cruz, Calheta São Miguel, Tarrafal para terminarem este primeiro dia na Serra Malagueta (final de etapa).
A praça do Tarrafal foi o ponto de tiro de partida, sábado, da segunda etapa, com itinerário pela Ribeira das Pratas, Figueira das Naus, Assomada, Rincão, Assomada, Picos, Órgãos (Barragem de Poilão), Santa Cruz e Calheta, numa distância de 104 quilómetros, o percurso mais longo das três etapas.
A Volta à ilha de Santiago terminou no domingo, com largada da Calheta e meta na Avenida Cidade Lisboa, na Cidade da Praia, via Assomada, Picos, Órgãos, Circular da Praia, Palmarejo, Gamboa, Ponte Vila Nova, Avenida Cidade Lisboa, Homem de Pedra, num percurso de 95,7 quilómetros.
Segundo o presidente da Federação Cabo-verdiana de Ciclismo, Marques Mendes, a prova foi disputada na vertente competitiva, de âmbito nacional, com o propósito de marcar uma nova virada na promoção e realização de provas de ciclismo.
Inforpress