Cabo Verde passa a contar com uma Comissão Nacional dos Desportos Náuticos (DNA-CV), criada por um despacho da ministra da Educação e Desporto, Fernanda Marques, publicado no Boletim Oficial desta segunda-feira.


A comissão, que terá um mandato de 18 meses, prorrogável, e vai ser presidida por Marco António da Cruz Silva,  é constituída pelas Associações de Surf e bodyboard da Praia, Skibo Surf Club de São Vicente, pela Revolusal e por outros agentes desportivos nacionais.

De entre esses objectivo, este organismo terá a responsabilidade de promover desportos náuticos em Cabo Verde, estabelecer parcerias para o desenvolvimento das modalidades e reforçar o associativismo desportivo.

Terá ainda de capacitar as associações regionais para o reforço institucional, desenvolver as condições de institucionalização da Federação dos Desportos Náuticos (FDNA) e criar os instrumentos a criação e regulamentação da FDNA.