As obras do polidesportivo de Achada António, cuja primeira pedra foi lançada em Dezembro de 2015, encontram-se paralisadas e com previsão de arranque para o final deste mês de Julho.


A informação foi avançada hoje à Inforpress, pelo director executivo da JS-CV, empresa responsável pela construção da infra-estrutura, Jairson Varela, indicando que esse atraso se deveu à alteração do projecto inicial.
“Para melhor aproveitarmos o subsolo e para maximizarmos o número de vagas no estacionamento, achamos por bem ampliar a área útil da cave, melhorando ainda mais o nosso projecto, aumentando a capacidade do parque e condições de acesso”, esclareceu.
O engenheiro explicou, por outro lado, que essa alteração teve impactos nos projectos executivos, uma vez que foi reformulado algumas especialidades para fazer as devidas compatibilizações entre as várias especialidades do projecto.
“Acreditamos que até o final de Julho tenhamos condições para avançar a obra e conclui-la em 24 meses”, assegurou o engenheiro.
A construção do polidesportivo em apreço é uma parceria público-privada entre a Câmara Municipal da Praia e a empresa JS-CV. O complexo contempla para além de um recinto polidesportivo, um edifício multiusos com área comercial, escritórios e um estabelecimento de ensino e formação.
Duzentos mil contos é o montante a ser utilizado para a construção do polidesportivo de Achada Santo António, situado na zona conhecida como “Ártica” ou “Abolha” e vai abranger uma área de 4.900 metros quadrados.
Fonte: Inforpress