O ministro do Desporto considerou, hoje, a educação física, a actividade física e o desporto como um sector de actividade económica e social que ajuda o país a se firmar, a ser competitivo e respeitado no mundo.


Fernando Elísio Freire, que falava na cerimónia de abertura o segundo Encontro Nacional de Professores de Educação Física, afirmou, ainda, que por este motivo a educação física e o desporto, não podem nunca ser vistos apenas como recreação, mas sim como oportunidades de inclusão social e de criação de riqueza.
“A educação física não pode ser nunca um problema para as escolas, é, acima de tudo, uma solução, pois, constrói-se cidadãos de corpo inteiro e atletas de excepção. Cidadãos que sabem o que é perder e ganhar, o valor da honestidade, do jogo limpo, do respeito pelo adversário e o trabalho em equipa”, disse.
O governante que destacou o encontro de “fundamental” e “histórico” lembrou, ainda, que o desporto é uma “escola de valores” e a escola o local da “promoção de valores”.
Por isso, asseverou, o objectivo de Cabo Verde a nível do desporto “é claro”, e visa contruir um sistema desportivo e de actividade física que seja eficiente e compectitivo, com equilíbrio financeiro para todos.
A educação física por estar na base, sustentou, “é fundamental, pelo que a construção do sistema exige a contribuição de todos”.
“Estamos a trabalhar na reformatação institucional do desporto, apresentamos e aprovamos a nova lei de base da educação física e do desporto, e vamos aproveitar a apetência física do cabo-verdiano para a pratica do desporto”, realçou, afirmando que o sector quer trazer para o país grande eventos desportivos.
Assim, Fernando Elísio Freire lembrou o facto de Cabo Verde, em 2019, ter “a honra” de organizar os primeiros Jogos Olímpicos Africanos de Praia.
Por tudo o que se pretende, este encontro foi considerado pelo Fernando Elísio Freire, como o primeiro passo para que se comesse a construir o “futuro que pretendemos”.
Para o representante da Organização Mundial da Saúde (OMS) em Cabo Verde, Mariano Salazar Castellón, esta iniciativa chama a atenção para a importância da educação física, neste cenário especifico, mas também se torna “um apelo e um exemplo” para a sociedade cabo-verdiana como um todo sobre a importância da actividade física.
“Representa um sinal do interesse do governo para promover um estilo de vida saudável como valor para a vida das gerações futuras e de que está a fazer progressos no cumprimento dos seus compromissos internacionais, como membro da OMS”, sublinhou.
O segundo Encontro Nacional de Professores de Educação Física decorre na Cidade da Praia durante dois dias e abordará temas como “A educação física nas escolas: presente e futuro”, “O desporto escolar nas escolas: presente e futuro”, “Educação física para todos” e a “Importância da educação física”.
Participa no evento que quer reunir condições para a criação da Federação Nacional de Educação física e Desporto Escolar e desenhar estratégias para trabalhar a disciplina da Educação Física e actividades do Desporto Escolar, coordenadores dos 22 concelhos e professores de Educação Física de todo o país.
Fonte: Inforpress