Matchu Lopes poderá renunciar a nacionalidade cabo-verdiana em troca do passaporte espanhol.


A notícia foi avançada pelo jornal online “Ell espanhol”, que dá conta das razões que estão por detrás da possível renuncia do atleta, campeão mundial de kitsurf por Cabo Verde, ao passaporte cabo-verdiano.

Em causa está a falta da atribuição de passaporte diplomático por parte do Governo, facto que o próprio revela ter causado inúmeros constrangimentos na sua carreira.

“É algo que me dói muito porque amo o meu país. Cabo Verde está no meu coração, mas o Governo não me quer ajudar, porque podia me dar um passaporte diplomático, já que sou embaixador do desporto, mas não querem”, disse o salense, de 23 anos, que passa cerca de seis meses por ano em Espanha, em Fuertventura, a treinar.

“Levo a imagem do meu país lá fora, mas não posso deixar que os problemas dos aeroportos me impeçam de competir, não podendo honrar os compromissos com os meus patrocinadores. E sem patrocinadores estou perdido”, lamenta Matchu, adiantando, que viaja sempre com uma revista na mochila para quando for questionado sobre o propósito da sua viagem, mostra a capa da revista e diz “sou eu, campeão mundial”.

 “Eu entrei em muitos países, graças á revista, incluindo os Estados Unidos.", confirma.

“Não lhes peço um centavo. Só o passaporte. Dizem sempre que é na próxima semana, mas já lá vão seis meses. ”, diz.

A se concretizar, Cabo Verde perde para a Espanha um Campeão Mundial numa modalidade desportiva.