A presidente do Comité Olímpico Cabo-verdiano (COC) apresentou esta sexta-feira em Kigali, Ruanda, o projecto MOlympics, que promove a igualdade de género na prática desportiva e nos cargos de direcção.


Filomena Fortes fez esta exposição durante o Fórum de promoção de mulheres como dirigentes na África e na Ásia, que terminou esta sexta-feira em Ruanda, para mostrar como Cabo Verde tem-se preocupado com a “problemática de poucas mulheres dirigentes desportivas”.
Neste fórum, a responsável do COC aproveitou a oportunidades para encetar contactos com entidades diversas, tendo inclusive encontro com a secretária-geral da FIFA, Fátima Samba Diouf Samora, que é descendente de cabo-verdianos.
O MOlympics surge na sequência do Fórum Mulher e Desporto realizado em Março último, e em continuidade com o projecto “Verdeolympics”, pré-escolhido pelo Comité Olímpico Internacional como exemplo para os outros Comités Olímpicos do mundo, pela utilização do desporto como ferramenta para a preservação ambiental, ao usar materiais reciclados como equipamentos na realização de eventos desportivos
O projecto tem vindo a ser apresentado em todo o País deste Março deste ano.
Inforpress