Logo que a Direção Geral dos Desportos anunciou o encontro em Lisboa sobre o tema “ Prospecção e detenção de talentos desportistas na Diáspora” presidido pela Ministra Fernanda Marques, Victor Osório reagiu na sua página facebook, afirmando que “ Isso não é tarefa do Estado, através da DGD, mas sim exclusiva das Federações.


Para o atual presidente da FCF, “ o ideal é disponibilizar recursos para cada modalidade fazer o seu trabalho, de acordo com o plano estratégico. Segundo Victor Osório “ fazer diferente é desestabilizar a gestão do desporto.



Victor Osório que é especialista na lei do desporto, avança que essa tarefa “nem na lei de bases do desporto esta missão consta.

A pergunta que fica, no caso da federação do futebol é se a DGD oferece um jogador, fruto da prospecção e é recusado pela FCF ou o selecionar em ativo?
Victor Hugo Fortes