A Federação Cabo-verdiana de Xadrez encontra-se em Batumi (Geórgia) a participar na 43ª Olimpíada de Xadrez, que decorre de 23 de Setembro a 06 de Outubro.


Chefiada pelo presidente da Federação Cabo-verdiana de Xadrez (FCK), Francisco Carapinha, que irá participar no Congresso, a delegação cabo-verdiana é constituída ainda pelos xadrezistas Luís Barros, Luís de Pina Fernandes, António Monteiro e Eder Márcio Pereira.
A selecção cabo-verdiana fez a sua estreia nesta olimpíada esta terça-feira ante a equipa nacional do Uruguai e volta a competir esta quarta-feira, desta feita, frente à Bolívia.
A Olimpíada de Xadrez de Batumi conta com o concurso de 189 países.
Francisco Carapinha enalteceu a importância de Cabo Verde participar neste evento mundial, para poder competir entre os melhores e diz estar esperançado que o país possa fazer o melhor e provavelmente ser uma das grandes surpresas.
Esta é a primeira participação de Cabo Verde numa olimpíada da modalidade desde a sua adesão à Federação Internacional de Xadrez (FIDE), votada e aprovada por unanimidade a 11 de Setembro de 2016 em Baku (Azerbaijão), durante o 87º congresso desta organização que regula o xadrez mundial.
Inforpress