Nick Barros, de Achada São Filipe, foi o vencedor do Concurso Freestyle Tour Cabo Verde, que aconteceu esta quinta-feira no Shopping Praia, na Kebra Kanela, numa disputa que contou com a participação de oito finalistas.


Na final Nick Ramos venceu Adérito Brandão “Bocas”, de Achada Santo António, depois de eliminarem nas meias-finais, Hélder Tavares (Sal) e Pirocho (Praia), respectivamente.
Na disputa do terceiro e quarto lugar o salense, que é jogador da Académica do Sal, levou melhor sobre o santiaguense.
A final ficou marcada pelas ausências dos concorrentes das ilhas do Fogo e São Vicente, que não chegaram a tempo à cidade da Praia.
Em declarações à imprensa, depois de receber o troféu da francesa Melody Donchet, campeã mundial de Freestyle, Nick Ramos disse que pratica esta modalidade há seis anos e que sempre sonhou com uma oportunidade para demonstrar as suas modalidades.
“Agradeço à organização pelo risco que correu em organizar essa competição que ainda não é muito conhecida em Cabo Verde “, disse Nick Barros, esclarecendo que um atleta de Freestyle não é um jogador de futebol.
Adérito Brandão “Bocas” que ficou na segunda posição parabenizou o vencedor e disse que há mais de dez anos que não pratica a modalidade por dedicar mais ao futebol e judo.
“Antes não havia este tipo de competição agora vou trabalhar mais e conseguir vencer outros concursos”, prometeu Bocas, que é guarda-redes do Desportivo da Praia, equipa da primeira divisão de Santiago Sul.
O primeiro lugar, para além do troféu, recebeu uma camisola autografada da selecção de Cabo Verde e um cheque de 30 mil escudos, o segundo, 20 mil escudos e o terceiro 10 mil escudos e os seus respectivos troféus.
Os finalistas foram seleccionados pela organização – a GreenSports e a FreeStyle Tour Cabo Verde 2018 – depois de quatro eliminatórias realizadas nas ilhas de Santiago, São Vicente, Sal e Fogo.
Nick Barros vai representar Cabo Verde nos I Jogos Africanos de Praia que se realiza na ilha do Sal, no próximo ano”.
Este evento contou com a parceria e o aval da Federação Internacional de Freestyle.
Inforpress