O vencedor do Concurso Freestyle Tour Cabo Verde, Nick Barros, almeja representar o país em competições internacionais da modalidade.


Em declarações à imprensa, após a final realizada quinta-feira, no Shopping Praia, na Cidade da Praia, Nick Barros revelou que sempre sonhou representar Cabo Verde num campeonato africano ou mesmo numa copa do mundo.
“Tenho a consciência que a competição é muito forte, mas o que importa é colocar a bandeira de Cabo Verde lá em cima, para mim isto é o mais importante”, disse o jovem malabarista, que vai representar Cabo Verde nos I Jogos Africanos de Praia, que se realizam na ilha do Sal, no próximo ano.
Na final do concurso Nick Ramos venceu Adérito Brandão “Bocas”, de Achada Santo António, depois de eliminarem nas meias-finais, Hélder Tavares (Sal) e Pirocho (Praia), respectivamente.
Na disputa do terceiro e quarto lugares, o salense, que é jogador da Académica do Sal, levou melhor sobre o santiaguense.
O primeiro lugar, para além do troféu, recebeu uma camisola autografada da selecção de Cabo Verde e um cheque de 30 mil escudos, o segundo, 20 mil escudos e o terceiro 10 mil escudos e os seus respectivos troféus.
Os finalistas foram seleccionados pela organização – a GreenSports e a FreeStyle Tour Cabo Verde 2018 – depois de quatro eliminatórias realizadas nas ilhas de Santiago, São Vicente, Sal e Fogo.
O evento contou com a parceria e o aval da Federação Internacional de Freestyle e contou com a presença, na qualidade de júri, da francesa Melody Donchet, campeã mundial de Freestyle, que está em Cabo Verde convidada especial da IX Gala de Desporto da Praia, que acontece esta noite na Assembleia Nacional.
Inforpress