Poucas vezes, senão pela primeira vez, o desporto foi um tópico importante num discurso de fim de ano do Chefe de Estado.

Em mensagem endereçada à Nação, o Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca fez questão de mencionar os grandes feitos dos nossos desportistas neste ano de 2018 que fechou e frisa os grandes eventos desportivos internacionais previstos para 2019 no nosso país, apelando ao engajamento de todos os cabo-verdianos em torno dos mesmos.
Entre os grandes eventos desportivos de caráter internacional previstos para o novo ano estão a 1ª etapa do Circuito profissional de Kitesurf da Global Kitesports Association (GKA) já em fevereiro e em especial os Jogos Africanos de Praia que acontecem em junho, ambos na ilha do Sal e que será o maior acontecimento desportivo jamais realizado em solo cabo-verdiano, bem como a "Cabo Verde África Youth Cup" futebol sub 16, na cidade da Praia em Abril e a Liga dos Campeões de Africa em Andebol, também na cidade da Praia em Outubro, que fazem de 2019 o ano do desporto em Cabo Verde e colocam o país mais próximo do seu objetivo de se afirmar como um palco privilegiado dos grandes eventos desportivos internacionais.
Jorge Carlos Fonseca lembra que em 2019 o país vai ser palco receberá multiplos eventos desportivos internacionais como são os Jogos Africanos de Praia, na ilha do Sal, em junho, a "Cabo Verde África Youth Cup" de futebol sub-16, na cidade da Praia, em Abril, e a Liga dos Campeões de Africa em Andebol, em outubro, na cidade da Praia.
Daí, o Presidente Jorge Carlos Fonseca realçar a importância do sucesso destes empreendimentos para a promoção desta nossa pequena grande Nação.
O Chefe de Estado não se esqueceu ainda de referir as grandes conquistas dos nossos atletas em 2018, tal como mais medalhas, incluindo um título mundial para Gracelino Barbosa nos 60m barreira, os brilharetes dos nossos jovens atletas nos Jogos Africanos da Juventude e nos Jogos da CPLP, entre outros.
O ano de 2018 marcou igualmente a constituição, finalmente, da seleção sénior feminina de futebol, a primeira da história do país, bem como outros inusitados não referidos pelo PR, como as primeiras participações nacionais no mundial de natação, na Olimpíada mundial de Xadrez, o campeonato africano de basquetebol sub-18 feminino e a competição africana de basket 3X3 seniores masculino e feminino.
O MD/DGD aproveita o ensejo para reforçar o apelo do PR, no sentido de todos os cabo-verdianos e cabo-verdianas, desportistas e amantes do desporto ou não, a juntarem-se a nós e restantes entidades empenhadas na sua realização, para o sucesso desses acontecimentos que deverão marcar uma nova era no desporto como verdadeiro instrumento de desenvolvimento económico, bem como de promoção da saúde e bem-estar da população.
dgd