A esmagadora maioria dos surfistas cabo-verdianos que entraram em prova hoje nesta primeira etapa do Circuito Mundial de Kitsurf que hoje arrancou na praia de Ponta Preta, na ilha do Sal, alcançou a segunda ronda.


A seleccção de Cabo Verde que participa no evento é constituída por vários atletas de renome, entre eles o Airton Cazzolino (campeão em título), Mitú Monteiro (ex-campeão do Mundo), Titik Lopes (campeão nacional) e Djô Silva, que alcançaram hoje a segunda fase da prova sem grandes dificuldades.
Entretanto, destacam-se ainda do grupo jovens praticantes como Bernardo Silva, Yuri, Jordin, Eltn John (eliminou um kitsurfista espanhol de talento reconhecido) Ricardo Bettencotrt, Kleiton, Zidane que também mostraram as suas performances “arrancando aplausos” dos espectadores, na sua larga maioria turistas que “invadiram” a praia de Ponta Preta para presenciarem o “espectáculo das ondas”.
Djô Silva, da organização, enquanto responsável da Nautic Sports, empresa parceira da “GKA Kite World Tour Events”, disse em breves declarações à Inforpress, que Cabo Verde está a corresponder às expectativas e que tem estado a trabalhar em vista a tirar o melhor proveito do factor casa.
Conforme realçou ainda, “a equipa nacional apostou num grupo forte, numa mescla de atletas experimentados e mais jovens para que o país possa estar melhor representado”.
A primeira etapa do Circuito Mundial de Kitsurf decorre de 25 de Fevereiro a 03 de Março na Praia de Ponta Preta, em Santa Maria, na ilha do Sal e conta com o concurso de 48 atletas masculinos e 17 femininos, em representação dos cinco continentes, estando Cabo Verde representado nesta competição mundial por 10 atletas.
O Circuito de Ponta Preta está a ser disputado pelos melhores kitsurfistas do Mundo em representação de Cabo Verde, Alemanha, Austrália, Brasil, Estados Unidos da América, França, Itália, República Dominicana, de entre outros países.
Ponta Preta’2019 dá o “tiro de partida” às 13 edições que constituem este evento mundial denominado “2019 GKA Kite World Tour Events” ao qual se seguem as praias de Leucate (França), Dakhla (Marrocos), Sylt (Alemanha), Tarifa (Espanha), Gran Canaria (Espanha), Sotavento (Espanha), Malmo (Suécia), Ilhas Mauricias, Cumbuco (Brasil), Prea (Brasil), Maui (Hawaii) e Torquay (Austrália).
Inforpress