Pela primeira vez na história, Cabo Verde irá receber a primeira paragem de sempre da Regata “The Ocean Race” 2021-22, na África Ocidental, sendo o segundo país africano a cometer tal proeza nesta que é conhecida uma das provas mais duras por equipas neste tipo de desporto.


O anúncio foi feito hoje por Johan Salén, Director da Regata “The Ocean Race”, satisfeito por esta decisão que, no seu entender, irá mostrar aos fãs desta modalidade uma outra parte do mundo, em comparação com as edições anteriores. Neste caso será a baía do Porto Grande, Mindelo, em S. Vicente, que irá receber os participantes da prova VO65 e IMOCA 60 para uma curta paragem do evento.

“Com a sua localização, Cabo Verde tem uma forte tradição marítima e o país tem mostrado um enorme interesse para acolher iniciativas como a The Ocean Race”, disse Johan Salén ao portal Theoceanrace.com, que cita também o Primeiro Ministro, Ulisses Correia e Silva, ao reagir com a possibilidade do nossos arquipélago receber a Regata: “Cabo Verde está muito feliz por ser escolhido para sediar uma paragem na edição 2021-22 da corrida oceânica e está profundamente honrado em ser o primeiro participante entre as nações da África Ocidental”, disse. “Estamos muito ansiosos para acolher as equipas e os seus muitos fãs nas nossas ilhas”, concluiu o Chefe do Governo.

Cabo Verde junta-se assim a Haia (Holanda) e Aarhus (Dinamarca), mais o porto de partida da regata Alicante (Espanha), como destinos confirmados na edição de 2021-2022.
gov.cv