O  coordenador de  projectos da Associação Cultural e Desportiva Maracanã, Carlos Tavares, foi seleccionado pelo  Comité Olímpico Internacional (COI)    para o VIII  Mestrado em  Gestão Desportiva.


Este programa,   suportado pelo Comité Olímpico Internacional,   através da Solidariedade Olímpica,   é ministrada  em quatro módulos, durante o ano académico  2019-2020, e decorrem em Espanha, Costa Rica e Suíça.
Em declarações  à Inforpress, reagindo à essa   indicação, Carlos Tavares disse que se trata  de um incentivo para continuar  a trabalhar em prol do desporto  cabo-verdiano.
“É uma satisfação  pessoal  e agradeço ao Comité Olímpico Cabo-verdiano  (COC) pelo excelente trabalho que tem realizado”,  notou  este activista social e  desportivo.
Carlos Tavares  informou que  se candidatou  a esse programa de mestrado do Comité Olímpico Internacional com o  projecto ” Gestão e sustentabilidade de academia de futebol em Cabo Verde”, submetido ao COI em Fevereiro deste ano.
Segundo as  informações disponibilizadas pela mesma fonte, o  primeiro curso acontece de 12 a 23 de Outubro deste ano em Barcelona  (Espanha) e o segundo de 08 a 20 de  Maio de 2020 em San José, (Costa Rica).
O terceiro está agendado de  08 a 17 de Novembro  de 2020  em Madrid (Espanha)   e o último  de 17 a 21 do mesmo mês em Loussane, na Suíça.
A Associação Cultural e Desportiva Maracanã é uma organização sem fins lucrativos, que usa o desporto e as actividades culturais e recreativas para ajudar as crianças e adolescentes desfavorecidos do bairro de Ponta d’Água e das zonas vizinhas a incutir valores sociais, educativos e uma sã convivência na sociedade.
Fundada a 25 de Setembro de 2014, tem como principal objectivo a inclusão social, como a promoção da igualdade de oportunidade e de género através do desporto e actividade culturais.
Carlos Tavares é o fundador de Escola Futebol Maracanã,  sendo treinador das categorias de base  sub-11, sub-12, sub-13 e sub-15.
Desempenha também  a função de vice-presidente da Associação  das Escolas de Futebol de Cabo Verde (AECVF), é presidente da recém-criada  Associação Desporto para Vida, secretário Federação Caboverdiana de Basquetebol e é colaborador voluntário de Comité Olímpico Cabo Verdiano (COC).
Inforpress