A Direção Geral dos Desportos, na pessoa do Diretor Anildo Santos, enalteceu o trabalho que a Federação Cabo-verdiana de Futebol (FCF) vem fazendo e encoraja-a a fazer uma aposta forte no futsal, bem como no futebol feminino, onde “tem vindo a surgir cada vez mais jovens atletas com talento”.


O encorajamento foi feito em reunião de arbitragem nesta quarta-feira, para discussão das propostas para o contrato-programa que as duas partes deverão assinar brevemente.
Anildo Santos referiu-se ainda, em relação ao trabalho da FCF, no que tange aos campeonatos regionais em que se verificou uma grande aposta no ano transato, bem como no futebol de formação a nível de escalões, contribuindo de que maneira para o fortalecimento da modalidade.
Aproveitou o momento ainda para parabenizar a FCF pela escolha do novo selecionador nacional, Pedro ‘Bubista’ Leitão, coadjuvado pelo Humberto Bettencourt, augurando as maiores felicidades aos dois escolhidos e um bom trabalho à frente das lides dos Tubarões Azuis.
Outra questão abordada pelo Diretor Geral dos Desportos é o próximo Jogos Desportivos da CPLP que vai ter lugar em Timor Leste, no mês de julho de 2020, na qual solicitou o engajamento da FCF no sentido de envolver os atletas e toda a equipa para que Cabo Verde tenha uma boa representação no evento.
Relativamente ao contrato-programa, Anildo Santos começou por explicar que o cenário deste ano não é muito diferente do ano transato, uma vez que a fatia do orçamento para ser atribuído às cerca de 21 federações desportivas do país não é grande.
Entretanto, em paralelo ao contrato-programa e devido à demanda da Seleção Nacional de Futebol, Santos informou que a DGD deverá assinar um contrato tripartido com a FCF e o Fundo do Turismo para fazer face às muitas despesas da equipa.
O presidente da Federação Cabo-verdiana de Futebol, Mário Semedo, que esteve no encontro acompanhado do Secretário-geral da FCF, Dan Merkel Graça, em jeito de resposta ao referido pelo DGD sobre o futebol feminino, avançou que a federação já tem previsto uma participação no campeonato africano UFOA a realizar-se na Serra Leoa, no próximo mês de março.
A nível de futsal é pretensão da FCF, conforme o seu dirigente, começar um programa de formação de futebol de praia com um parceiro nacional, para trazer um formador de Portugal para a sua realização.
“A nossa ambição é montar um programa de formação consistente não só para atletas, mas também para treinadores para que possamos ter um produto (futebol) de qualidade”, enfatizou Mário Semedo.
A nível regional, mantém-se a aposta nos campeonatos regionais e nacionais e formações, entre os quais a formação à distancia e a possibilidade de uma formação para treinadores a nível de licença B e C.
Para além destes compromissos, a FCF terá outros desafios internacionais, estando já inscrito em duas competições a nível de sub-17 e sub-20.
DGD