Entra em vigor a partir de hoje, 17 de março, a criação do Instituto do Desporto e da Juventude, doravante designado IDJ, conforme a publicação feita no Boletim Oficial (BO) Nº31 – I Série, culminando, de forma natural, na extinção da Direção Geral do Desporto e do Núcleo Gestão do Estádio Nacional, este último enquanto estrutura de missão.


Segundo o documento, a materialização deste diploma permite, acima de tudo, promover sinergias, com vista à promoção e efetivação das políticas governamentais voltadas para o desporto e juventude, além de ganhos de eficiência e redução de despesas de funcionamento comparativamente às estruturas atualmente existentes.
O IDJ, conforme Freire, “vai trazer, com certeza, mais robustez para o setor do desporto, criar mais mecanismos de financiamento, promover o desporto para todos, desenvolver as infraestruturas desportivas, além de permitir a organização de mais eventos internacionais no nosso país”.
É mais um passo que o Governo dá no sentido de transformar os setores do desporto e da juventude, também, num ativo do desenvolvimento e de promoção internacional do Cabo Verde.
Conforme o Boletim Oficial que cria o IDJ, após a auscultação de vários intervenientes dos dois setores tanto ao nível de entidades públicas e privadas como de organizações não governamentais foi possível consensualizar o imperativo de dotar as políticas públicas de desporto e da juventude numa só arquitetura institucional.
“Impunha-se com urgência, a criação de uma estrutura funcional e robusta capaz de levar avante as políticas conjuntas dos dois setores, tendo em conta a correlação e a transversalidade existente entre os mesmos”, lê-se no documento.
Aliás, o titular da pasta do Desporto já havia dito, numa outra ocasião, que “é uma medida extremamente importante, é uma reforma estruturante que irá dar um novo impulso e reforçar o papel dos jovens, através das reformas, do associativismo juvenil e das políticas para a área da juventude e desporto”.
O Instituto do Desporto e da Juventude tem por missão a implementação de uma política global e descentralizada nos domínios do desporto e da juventude, em articulação com as entidades públicas e privadas, especialmente com o associativismo desportivo, juvenil, estudantil e com as câmaras municipais.
Cabe ainda ao IDJ o apoio técnico, logístico e material que se considere necessário ao funcionamento do Conselho Nacional de Desporto e do Conselho Consultivo da Juventude.
Com sede na cidade da Praia e âmbito nacional, o IDJ terá jurisdição em todo o território nacional, conforme havia sido garantido pelo Ministro do Desporto recentemente que “a instituição vai ter um Conselho Diretivo que funcionará como órgão chapéu para as estruturas desportivas do país”.
Governo.cv