O Governo deu por finda a comissão de serviço de Anildo Santos enquanto director-geral do Desporto, medida que foi tomada após nomeação do Frederic Silva Monteiro Mbassa para presidir o Conselho Directivo do Instituto do Desporto e Juventude.


Anildo Santos deixa de exercer as funções na Direcção-Geral do Desporto, que também foi extinta, juntamente com o Núcleo Gestão do Estádio Nacional, este último enquanto estrutura de missão, na sequência da criação do Instituto do Desporto e Juventude.
O Governo justificou a nomeação de Frederic Silva Monteiro Mbassa como medida para dar seguimento à missão da criação do Instituto do Desporto e da Juventude, que visa a implementação global e descentralizada nos domínios do desporto e da juventude.
De acordo com o executivo a materialização deste diploma permite, acima de tudo, promover sinergias, com vista à promoção e efectivação das políticas governamentais voltadas para o desporto e juventude, além de “ganhos de eficiência e redução de despesas” de funcionamento comparativamente às estruturas actualmente existentes.
Anildo Santos vinha exercendo este cargo desde 2016, tendo sido empossado pelo ministro dos Assuntos Parlamentares e Presidência do Conselho de Ministros e ministro do desporto.
HR/CP
Inforpress