O seleccionador de Cabo Verde de voleibol feminino, o italiano Orazio Minnecci, apresentou a sua demissão do cargo alegando “ingerência inaceitável” da direcção federativa nos trabalhos da equipa técnica.


Em mensagem enviada as atletas da modalidade, o técnico italiano condena a Federação Cabo-verdiana de Voleibol (FCV) por solicitar a convocação de duas atletas não seleccionadas e a substituição dos técnicos adjuntos.
Minnecci abandona, assim, a selecção numa altura que Cabo Verde se prepara para acolher, na Cidade da Praia, as eliminatórias da Zona II do Conselho Superior dos Desporto em África de acesso ao Mundial 2018, competição em que o país esta a lutar tanto em masculino como em feminino.
O técnico demissionário despede-se das atletas, afirmado, entretanto, ter sido “uma honra” trabalhar com a federação nacional da modalidade, que, a seu ver, tinha estado a fazer um bom trabalho.
Cabo Verde recebe as eliminatórias da Zona II do Conselho Superior dos Desportos em África, para o Mundial de 2018, de voleibol “indor” e de praia, estando marcados os jogos para 28 a 30 de Abril, na Cidade da Praia.
A equipa nacional vai partilhar o grupo com as selecções nacionais da Gâmbia e do Senegal, tanto em masculino como em feminino.
Fonte: Inforpress