Web Hosting

Futebol Cabo Verde

loading...

Criolos no Estrangeiro

loading...

Modalidades

loading...

Competições

loading...
loading...

Futebol USA

loading...



O Sporting da Praia absteve na votação em relação as duas fichas e punição dos jogadores, devido a forma como foi tratada e por não  propor a penalização dos clubes e dirigentes.



Para Paulo Veiga, o SCP é contra as duas formas, seja ela dupla  inscrição ou duas fichas e absteve na votação porque o que foi  aprovado na nossa AG viola o regulamento geral da FCF. Segundo diz, a  equipa leonina, a inscrição exige um conjunto de documentos em que a  ficha é apenas mais um.

O presidente do clube leonino justifica a abstenção na votação para  castigar quem tiver duas fichas assinadas, porque acredita que o  regulamento não pode ser alterado desta forma, sabendo que existe um  documento maior que é o da Federação cabo-verdiana de futebol.

Paulo Veiga recua nos anos e vai a acórdãos anteriores emitidos pela  FCF e tornados públicos no site oficial para explicar que a  regulamentação ora aprovada pelos clubes na assembleia desta  segunda-feira é nula. A jurisprudência de casos anteriores, neste caso  daria razão a qualquer clube ou jogadores que recorra ao órgão supremo.

O próprio castigo de pena máxima, aprovado ontem, não pode se quer ser  aplicado, porque na regulamentação da FCF existe atenuantes para os  infractores de primeira viagem e que sejam jovens.

O Sporting prós a assembleia-geral a criação de mecanismos de consulta  e controlo, que por si só tranquilizava os clubes na hora de assinar  com qualquer jogador. Uma simples plataforma de abrangência nacional  que traria mais transparência ao processo e prevenia as duplas fichas.

O Sporting defende que a punição deveria ser abrangente a clubes e  seus dirigentes e não apenas aos jogadores e pode passar segundo Paulo  Veiga por castigos, multas elevadas, ser banido do futebol e mesmo  despromoção dos clubes envolvidos.

Destaque CrioloSports TV

loading...