A Federação Cabo-verdiana de Futebol (FCF) defende hoje, em Kuala Lumpur, Malásia, a sua proposta no 67º Congresso da FIFA, para permitir a alteração de estatutos dos jogadores.


A proposta, apresentada pela direcção liderada por Victor Osório, tem o objectivo primordial de permitir que futebolistas de uma determinada nacionalidade, mas que tenham ascendência cabo-verdiana possam ainda estar disponível para jogar na selecção nacional, desde que o atleta em causa não tenha envergado as insígnias das respectivas selecções.
Victor Osório acredita mesmo que a moção será aprovada neste congresso de dois dias, 10 e 11, pelo organismo que rege o futebol mundial.
O líder federativo afirma que uma eventual aprovação desta medida, poderá abrir a Cabo Verde as portas de um leque de jogadores de origem crioula, mas que neste momento não usufruem de nacionalidade cabo-verdiana e que já jogaram pelas camadas jovens dos países onde nasceram, o que actualmente os impede de jogar pela selecção nacional.
Fonte: Inforpress