O futebolista internacional espanhol Vitolo, que se encontra em Cabo Verde a apadrinhar o “Campus Internacional Amigos de Vitolo”, no Estádio Nacional, mostra-se rendido à adesão dos jovens que ultrapassaram a fasquia inicialmente projectada para trabalhar com 90 jovens.


Segundo apurou a Inforpress , neste segundo dia deste “Campus”, aberto a atletas nacionais, em representação de diversos clubes e escolas da capital, este futebolista profissional da equipa espanhola de Tenerife e com largas experiências no futebol ao mais alto nível, trabalha com cerca de 90 praticantes dos 09 aos 16 anos.
Isto dada à grande a concorrência das escolas e alunos individuais interessados nesta experiência, o que, entretanto, não causou embaraços à organização que veio preparado com cerca de 120 kits para jovens atletas, praticamente o dobro do inicialmente projectado, de forma que os participantes se apresentem devidamente equipados de uma forma homogénea e sem qualquer disparidade.
Os miúdos estão a usufruir de uma experiência ímpar, porquanto têm estado a treinar e conviver com três atletas de alto nível pelo que Vitolo mostra-se encantado com o nível e a qualidade dos participantes.
O gestor do Estádio Nacional, Orlandinho Mascarenhas, um dos parceiros deste projecto, afiançou que o objectivo deste “campus” está a ser concretizado, já que o evento está a ser visto como uma ponte entre atletas profissionais e praticantes cabo-verdianos.
Mascarenhas destaca as exigências e qualidade de Vitolo que, enquanto futebolista profissional, tem estado a incutir nos atletas o rigor e cumprimento da disciplina, organização e a pontualidade, considerado determinantes para o sucesso do atleta.
Vitolo e a sua comitiva dirigem o “Campus” no período da manhã, estando o período da tarde dedicado a visitas às escolas de formação da capital, tendo já se inteirado do funcionamento das escolas de futebol feminino do Black Panthers e das escolas de formação do Sporting, EPIF, Prédio de entre outras.
O “Campus Amigos de Vitolo” conta ainda com o envolvimento da Associação Regional de Futebol de Santiago Sul, da Câmara Municipal de Tenerife (Canárias) e algumas empresas locais.
Fonte: Inforpress