O Boavista quer ganhar a todas as competições em que entra e na II edição da Taça dos Campeões não é diferente.



Na I edição da Taça dos Campeões, Joel de Castro participou como treinador do Spartak da Aguadinha, formação que sagrou-se na época passada campeã do Fogo. Agora no Boavista da Praia, vencedor da I edição, o técnico Português diz respeitar a todos os adversários mas quer que a taça fique em casa.

O Boavista não participou no torneio dos árbitros e tem na Taça dos Campeões, a oportunidade de mostrar-se para o público da Praia, isso enquadrado no plano de preparação da época. A equipa vai colocar em prática o que a equipa trabalhou nestas seis semanas de trabalho para que no fim as coisas saem bem e na Super Taça a equipa esteja em máxima força e para o que interessa, ou seja, a vitória.