O antigo presidente da Federação Cabo-verdiana de Futebol (FCF) Mário Semedo disse hoje que integrar a comissão permanente   para a organização da Copa de África das Nações´2019 é um prémio para o futebol cabo-verdiano.


“É uma sensação   agradável e mais do que de um reconhecimento pessoal é um prémio para o futebol cabo-verdiano”, notou Mário Semedo, em declarações à Inforpress.
Para Mário Semedo, fazer parte desta equipa é um “prestígio”, uma vez que esta é a primeira vez que Cabo Verde tem um representante nesta comissão, considerada uma das mais importantes da Confederação Africana de Futebol (CAF)
No entanto, adiantou que tinha de estar presente   amanhã numa reunião da comissão, mas teve que pedir autorização para não participar ao presidente da CAF, Ahmad Ahmed.
Sublinhou, contudo, que a nomeação   é fruto de todo o trabalho que foi feito pela Federação Cabo-verdiana de Futebol ao longo dos anos, que, segundo ele, sempre foi “muito bem-vista lá fora, a todos os níveis”.
Foi na gestão de Mário Semedo  à frente da FCF que a selecção nacional subiu mais 120 posições no ranking da FIFA até chegar à posição 27, a melhor até agora conseguida pelo arquipélago.
Ainda qualificou Cabo Verde duas vezes seguidas para a Copa de África, na  Africa do Sul (2013) e no  Gabão (2017).
O CAN´2019 vai realizar-se nos Camarões.
inforpress