O presidente da Federação Internacional de Futebol (FIFA), Gianni Infantino, é esperado sexta-feira em Cabo Verde para uma visita às estruturas da Federação Cabo-verdiana de Futebol (FCF) e ao país.


A informação foi dada hoje, em conferência de imprensa, pelo presidente federativo, Mário Semedo, que se fez acompanhar pelos demais elementos da direcção eleita há praticamente três meses.
Mário Semedo disse que a FCF vai aproveitar a estada do presidente da instância que superintende o futebol mundial para tratar um conjunto de questões sobre o futebol cabo-verdiano e a própria FCF, e sublinhou que Gianni Infantino vem no “momento certo”, após a vinda do presidente da Confederação Africana de Futebol (CAF), Ahmad Ahmad.
A direcção federativa espera que os constrangimentos por que passa a FCF, já que se encontra sob restrições ao nível da FIFA, pelo facto das contas e do respectivo relatório de auditória referente ao ano de 2016 não terem sido apresentados, situação herdada da gestão anterior, possam ser ultrapassados.
Ainda em início do mandato de quatro anos, a equipa federativa acredita que esta visita do presidente da FIFA poderá ser um incentivo “muito forte” para toda a equipa da FCF e para o futebol cabo-verdiano, convicto de que “muitas coisas poderão ser equacionadas”.
Isto porque, Mário Semedo esclarece que o “programa ambicioso” da FCF vai depender, em grande parte, do apoio financeiro da FIFA, razão pela qual considera de “importância maior” a vinda de Gianni Infantino.
Descreve como “grande prestígio” para Cabo Verde, para a FCF e para toda a comunidade desportiva crioula, o facto de, “em pouco mais de três meses, a nova estrutura da FCF ter conseguido trazer, altos dirigentes do futebol africano e mundial”.
Mário Semedo espera que todo o cabo-verdiano possa acompanhar de perto esta visita “de muito importante para o futebol cabo-verdiano”.
Inforpress