O Estado de Cabo Verde assumiu o pagamento imediato e integral das dívidas do torneio Inter-ilhas 2013, realizado na ilha do Fogo, pondo assim fim ao processo que se arrasta há cerca de cinco anos.


Segundo o acordo celebrado no tribunal judicial da comarca de São Filipe na última sexta-feira, o Estado de Cabo Verde assumiu pagar de forma imediata e integral as dívidas, sem aplicação da taxa de juro legal, sendo que o valor global é de mais de seis milhões e 200 mil escudos.
A dívida para com os doze operadores do sector hoteleiro, restauração e casa de pastos totalizam 5.425 contos, ao que se acresce mais 700 contos a título de honorário, e o valor correspondente a despesas das partes como pagamento de preparo inicial e preparo para o julgamento e de duas notificações, totalizando o valor de 6.200 contos.
O montante vai ser depositado na conta do representante dos operadores (12) que depois fará o rateio de acordo com o valor da divida correspondente a cada um dos operadores.
A sentença homologatória do acordo entre as partes ocorreu sexta-feira e com isso foi decretado o término do processo que opunha os operadores ao Estado de Cabo Verde, Federação Cabo-verdiana de Futebol (FCF), municípios de São Filipe e Mosteiros e a Associação Regional de Futebol do Fogo.
Os operadores que prescindiram do juro de mora correspondente a cerca de cinco anos de espera, podem receber os valores das suas dívidas ainda no decorrer do mês de Maio, já que há disponibilidade para o pagamento imediato e integral.
As dívidas reivindicadas resultaram do alojamento e alimentação das caravanas entre os dias 23 de Julho e 04 de Agosto de 2013 (com excepção da selecção do Maio que permaneceu por mais uma semana na ilha do Fogo devido a problemas com a viagem de regresso), período durante o qual decorreu o torneio Inter-ilhas, cujo troféu foi conquistado pela selecção do Fogo.
Inforpress