Jovane Cabral não compareceu ao estágio da selecção de Cabo Verde com vista á preparação para o encontro  frente a Lesoto,  no dia 09 de Setembro, em Maseru, a contar para a segunda jornada do Grupo L das eliminatórias do Campeonato Africano de Futebol (CAN) de 2019, nos Camarões.


O extremo do Sporting, de 20 anos, tinha sido convocado pelo selecionador Rui Águas, mas não se apresentou, ontem, dia 02, na concentração para o estágio dos Tubarões Azuis, que teve lugar em Lisboa.

Conforme a imprensa portuguesa tinha anunciado, o jogador escolheu representar a seleção portuguesa de futebol em vez de Cabo Verde.

A imprensa portuguesa adiantou ainda que o jogador sonha representar Portugal no próximo Mundial de sub-20, a ter lugar na Polónia, em maio e junho de 2019.

Em resposta, a Federação Cabo-verdiana de Futebol, FCF, adiantou que não recebeu nenhuma resposta de Jovane Cabral rejeitando a sua convocatória.

“Jovane Cabral, em nenhum momento rejeitou a chamada do selecionador”, afirmou uma fonte da FCF.

“Para exemplificar, Zé Luís recebeu a convocatória e declinou num documento escrito enviado à FCF. Ao contrário do jogador do Spartak de Moscovo, Jovane Cabral nunca disse não à convocatória do selecionador nacional Rui Águas”, adiantou a mesma fonte.

Jovane Cabral alinhou uma vez na seleção AA de Cabo Verde, num jogo particular frente ao Luxemburgo, em março de 2017.

Natural de Santa Catarina, destacou-se para a  seleção de Cabo Verde sub-17 na IX edição dos jogos da CPLP de 2014, disputado em Luanda, com 13 golos em 5 jogos.

A FCF ainda não pronunciou-se sobre o caso.