A Federação Cabo-verdiana de Futebol (FCF), foi recebida esta quinta-feira em mais uma ronda das reuniões de arbitragem com o MD/DGD, uma oportunidade para se debater o plano de atividade da época em curso e as perspetivas, com Semedo a sublinhar a continuidade da aposta nas camadas de formação, com a introdução do Campeonato Nacional de Sub-20, adentro o projeto de renovação da seleção. Destaque também para o relançamento do histórico torneio da Taça Independência, com novo figurino, passando a constituir seleções das regiões desportivas.


Ainda no plano da formação, o plano de atividades da FCF sublinha o projeto Centros Tubarão Azul que visa formações de treinadores e formadores, bem como a certificação das escolas de iniciação de futebol, com levantamento das escolas existentes nas regiões desportivas e criação de uma lei-quadro sobre as escolas de futebol.
Ainda visando a melhor estruturação e organização do futebol nas Ilhas, a FCF prevê o 1º Congresso sobre o futebol nacional, assim como a organização de um Encontro das Federações de Futebol da CPLP.
A preocupação mais urgente tem a ver com o desbloqueio das verbas do contrato-programa, sobretudo relacionado ao custeio do Campeonato Nacional que já vai entrar na sua segunda fase.
Sobre isso, Mário Semedo recebeu as garantias do Diretor-geral do Desporto (DG), Anildo Santos, de que, caso venha a ser necessário poderá-se, assim como com outras federações, em casod e solicitação, proceder a um adiantamento da verba relativa a essa rubrica em específico, assim como a pagamento de salários a funcionários dessas federações.
Entretanto, Santos mostra-se confiante de que o processo de confirmação do Estatuto Especial de Utilidade Pública desportiva da FCF estará nos seus trâmites finais, aproveitando o DG para solicitar a necessária agilidade na entrega dos documentos, por parte das federações, solicitados para tal.
Este foi ainda um momento para ambos os dirigentes debaterem a situação atual do futebol e desporto em geral, com ambos a assumirem que o desporto “muito tem dado ao país”.
DGD