Marco Soares, capitão da seleção nacional de Futebol, rejubilou o novo projeto da direção Geral dos Desportos, “Prospeção e Detenção de Jovens Talentos na Diáspora”, um programa onde visa detetar todos os jovens atletas cabo-verdianos na diáspora, em parceria com o Ministério das Comunidades.


“Uma excelente ideia, porque existem muitos jovens talentos que podiam representar a seleção nacional de futebol, mas que infelizmente optam por outras seleções” começou Marco Soares.

“ Neste sentido, penso que também, todos os atletas poderão obter o passaporte cabo-verdiano com muito mais facilidade, para poderem integrar a seleção nacional, caso queiram".

Soares terminou a sua intervenção alertando para a reativação da seleções de base e dar um seguimento aos jovens no exterior com mais seriedade e que vê este projeto como um fator crítico de sucesso para o futuro das nossas seleções nacionais.

“ Se os nossos jovens atletas passassem a ser acompanhados desde a tenra idade, em diversos países, onde existam comunidades cabo-verdianas, com mais responsabilidade e seriedade, haveria muito mais hipóteses, por parte destes atletas, representarem as nossas seleções nacionais, mas naturalmente deveria, antes, ser criadas condições de entrosamento destes jovens nas nossas seleções de base, sub 17, sub 20 e outros escalões”, afincou Marco Soares.

Fonte: DGD