A Associação da Escola de Futebol de Achada Grande Trás (EFAT), viaja esta madrugada para participar num torneio internacional de sub-13 que decorre na cidade de Lyon, França entre os dias 15 e 16 de junho.


Uma participação por iniciativa própria e só possível graças a uma intensa campanha junto aos pais, encarregados de educação e empresas, para além da realização de eventos de angariação durante seis meses de planificação, destacando-se ainda o importante apoio do MD/DGD, conforme avançou à Inforpress o presidente da referida associação, Edmilson Garcia.
Igualmente determinante para essa participação da escola cabo-verdiana na supracitada competição são os contributos da equipa anfitriã do torneio, o Feyzin Club Belle Etoile, assim como da Associação de Cabo-verdianos radicados em Franç e da Associação Aliança Cabo-verdiana e do Grupo “Un Sourire aux enfants du Cabo Verde.
Tratar-se-á da primeira participação de sempre da EFAT nesse torneio, sendo que compõem a sua caravana 14 jogadores e três dirigentes. Tal participação estará ainda enquadrada nas festividades do 7º aniversário da EFAT que comemorou com uma Gala, no passado dia 08 de junho, a data.
Garcia acrescentou que a estada vai ser suportada pela equipa anfitriã, o Feyzin Club Belle Etoile, com o apoio da Associação de Cabo-verdianos radicados em França, a Associação Aliança Cabo-verdiana e do Grupo “Un Sourire aux enfants du Cabo Verde.
Aquele responsável realça a importância desta participação no referido torneio que permitirá a troca de experiência e intercâmbio com escolas e equipas “com mais tempo de treino e melhores estruturas”, o que não impede a EFAT de ambicionar a “melhor prestação possível”, com o dirigente a indicar, porém, que o mais importante “é a participação”.
Dário Furtado, antigo internacional cabo-verdiano e treinador dos quadros da EFAT, será o treinador responsável pelo grupo que irá participar neste torneio.
De referir que já no ano passado a EFAT tivera uma valiosa experiência de participação no Campeonato Africano da Futbolnet, na Gâmbia, o ano passado, em representação de Cabo Verde 2018, através do Comité Olímpico Cabo-verdiano e que atesta o excelente trabalho e organização demonstrada pela Associação.
dgd