O treinador da selecção do Fogo, João Domingos Pires, conhecido também como Borja, divulgou a lista definitiva dos 20 futebolistas que vão representar a ilha do Fogo Taça Solidariedade que se disputa em São Nicolau.


A prova é também designada de Torneio Inter-ilhas.
A lista é integrada pelos guarda-redes Molesa e Zé Pedro, pelos defesas Nonino, Branco, Lalu, Bob, Nick, Ailton, Madjer e Kevin, pelos médios Carlin, Fifa, Bobana, Si, Anderson, Zé Batatinha, Edgar e Edny e pelos avançados Badju e Inielson, sendo que metade dos futebolistas pertencem aos quadros da Associação Académica do Fogo, equipa campeã regional e vencedora da taça.
Em declarações a Inforpress o treinador principal afirmou que durante os trabalhos preparativos a equipa deparou-se com várias dificuldades, apontando como exemplo o facto de ter convocado seis pontas-de-lança, mas com apenas dois disponíveis, devido a lesão de Adérito e Luisim, viagem de Zidane para Estados Unidos e a não participação de Vává, dos Mosteiros, por problemas de ordem pessoal.
“A maior dificuldade é no ataque”, disse o treinador, indicando que a selecção perdeu também o guarda-redes Djidjé (Académica) por problemas relacionados com dispensa do trabalho.
Apesar destes constrangimentos Borja disse que em qualquer competição que participa o objectivo é ganhar os jogos e o próprio torneio, que a selecção do Fogo sob as suas ordens conquistou pela primeira vez em 2013 quando o torneio foi realizado na ilha, sublinhando que a selecção passou por algumas dificuldades durante a preparação, mas acredita no lote dos jogadores que tem disponível.
Em relação aos equipamentos, este disse que os amigos nos Estados Unidos da América já disponibilizaram um equipamento e que a câmara prometeu mais um equipamento para a selecção.
Quanto à deslocação, disse que a autarquia de São Filipe já garantiu o transporte de 25 pessoas, 20 jogadores e cinco dirigentes, no percurso Fogo/São Nicolau/Fogo, mas que até este momento não dispõe de informações sobre a data da viagem, apesar de o primeiro jogo estar agendado para o dia 05 de Julho, daqui a uma semana.
O presidente da direcção da Associação Regional de Futebol do Fogo, Pedro Fernandes Pires, por seu lado, questionado sobre a data provável da partida da selecção disse que “estão à espera da Federação Cabo-verdiana de Futebol”, adiantando que ainda não dispõe de bilhetes de passagem, sem, contudo, entrar em pormenores.
Inforpress